terça-feira, 19 de maio de 2009

La Grande Caravane

Olá a todos!

Isto começa a ser recorrente mas, mais uma vez, peço desculpa pelo meu atraso em actualizar o blog. Os insondáveis desígnios do destino só agora me permitiram trazer mais algumas novidades. Se do trabalho não há nada a relatar (também não tem assim muito interesse para relatar aqui) do lazer até há. O mês de Maio tem-se revelado profícuo em passeatas para conhecer mais um pouco deste país que me tem acolhido durante os últimos 4 meses.

“What makes the desert beautiful is that somewhere it hides a well.” - Antoine de Saint-Exupery

Ok…esta foi a minha tentativa de enfiar aqui uma citação daquelas bem profundas e com algum significado. Assim como aqueles bloggers todos pseudo-intelectuais fazem :P Isto tudo para dizer que eu fui ao deserto, acho que numa palavra poderia resumir como: LINDO!

Adorei a viagem de 3 dias que fiz ao deserto mas teve momentos de um filme de terror, senão vejamos: 6 tugas, 30 e muitos tunisinos, 3 dias enfiados num autocarro a cair aos bocados, a ouvir música arabesca, espaço exíguo e uma viagem de regresso a Tunis que levou mais de 8 horas... Tivesse Homero vindo connosco e tinha ali bom material para nova Odisseia!

Mas vamos ao que interessa.

1 de Maio – Dia do Trabalhador, o que fazem os tugas?!
Isso mesmo: vão passear!
Programa: viagem de 3 dias ao deserto.

O primeiro dia da viagem contemplou uma visita a Kairouan, almoço em Gafsa e tendo como destino final Tozeur que já fica, podemos dizer, no deserto. Eu já tinha visitado Kairouan por isso aproveitei para tentar dormir um bocado no autocarro porque na noite anterior tinha dormido umas 4 horitas. De Gafsa não vos posso dizer grande coisa tirando a tempestade de areia, seguida de um dilúvio enquanto tentava almoçar uma pizza comprada no Monoprix.


Cuidado que eles andam aí...



Ora um passeio de caleche.

O segundo dia foi todo feito a bordo de um 4x4. Quando vimos o carro que nos ia levar pensamos logo em passeios por lugares de difícil acesso e andar pela areia do deserto, e não é que foi mesmo assim?!

O dia começou com uma visita a Chebika, uma pequena aldeia em ruínas inserida numas escarpas rochosas, com bastantes palmeiras no vale e uma fantástica cascata. As vistas são lindíssimas! Seguimos para Tamerza onde vimos mais uma cascata muito bonita e onde me tentaram vender duas salamandras e balançaram uma cobra de água à minha frente. Ora bem, se as pequenas salamandras me causaram alguma repulsa a cena da cobra já foi um bocado demais para mim. Quem me conhece sabe do medo que eu tenho a cobras e demais família...

Depois ainda fomos a Mides. Nesta altura passamos a uns 500 metros da fronteira com Argélia e, mesmo que o nosso motorista não o tivesse dito nos adivinhávamos pela quantidade de arame farpado e pelo posto de controlo de fronteira. Cuidado com eles!
Neste percurso vimos uns canyons muito bonitos que criam daquelas paisagens que só vemos em postais normalmente. É sem dúvida um passeio que se deve fazer.




O último ponto do programa para o dia foi a cereja no topo do bolo, a pièce de résistance! Visita a Tatooine! A 35km de Tozeur e a 14km de Nefta este é um sítio que todos os fãs de Star Wars devem visitar um dia. É brutal!

Antes de chegarmos ao local exacto onde foram filmadas algumas das cenas do planeta natal de Anakin Skywalker e Luke Skywalker, fizemos um percurso brutal pelo deserto. Imagem o que é andar a 120km/hora por trilhos do deserto, saltar dunas, ir a um lago salgado que fica a 20 metros abaixo do nível do mar e sentir a chuva a molhar-nos a cara no meio do deserto!
Chegados ao famoso local das filmagens o local não desilude. Quem viu os filmes identifica as construções que ainda se encontram em óptimo estado de conservação e toda a paisagem cria um ambiente fantástico.

A viagem de volta também teve algumas emoções mas nada comparado com o percurso inicial. Posso dizer que estávamos extasiados com tudo aquilo. Correndo o risco de ser piroso e um pindérico do pior, o deserto tem qualquer coisa de mágico, dá vontade de voltar, aquilo é bonito porra!
O dia acabou com a travessia de Chott el Djerid, a maior superfície salgada do Sahara onde vimos o por-do-sol. Repetindo-me: é lindo! Mas eu como às vezes também tenho os meus ataques de “chico espertisse” resolvi que tinha de tocar na água num dos locais onde efectivamente há água naquele lago, resultado: enterrei-me até aos tornozelos e fiquei cheio de lama. Toma que é para não te armares em parvo!
Passado um bocado dois tunisinos não contentes em ver-me naquela situação ridícula que eu protagonizei resolveram tentar o mesmo, resultado: caíram e ficaram cobertos de lama. :P

À noite no hotel estivemos inseridos numa espécie de jam session tunisina com direito a jambé, palmas, danças e o motorista do autocarro bailando alegremente com as jovens tunisinas. Asseguro-vos que ver um tipo de fato de treino, chinelo e meia branca meneando o quadril não é lá muito bonito de se ver...




I’m the king of the...salt lake?!



A turma tuga e o “piloto”.






A tirar a lama dos pés, há gente que não sabe estar quietinha...





Quando a vontade aperta...













O último dia teve uma manhã bastante divertida. Era tempo do muito aguardado passeio de dromedário pelo deserto. Meteram-nos umas fatiotas todas catitas, uma espécie de turbante e siga para as dunas. O bicho que me calhou ia a liderar um pequeno grupo de dromedários e era um bocado agressivo.
A princípio nada de extraordinário se passou mas no percurso de volta o guia soltou o bicho e perguntou: “Galope, non galope?” E eu não me fazendo de fraco: “Galope!”
O tipo dá um murro no bicho e ele desata a correr desenfreadamente em direcção ao local de partida. Tirando o facto de que eu ia caindo a cada 30 segundos aquilo até teve a sua piada. O tempo passado neste local ainda deu para 3 tugas irem dar uma volta de buggy pelo deserto e saltar umas dunas. Altamente! Ia-me espetando à séria porque num excesso de confiaça carreguei no acelerador a fundo e saltei uma pequena duna, o capacete bateu no topo do carrito, as pernas voaram e diz quem viu que andei um bom bocado pelo ar. Porreiro pah!

O resto do dia não teve particular interesse mas passamos por Matmata onde existe o Hotel Sidi Driss que também foi palco para as gravações de alguns episódios de Star Wars. Matmata também é famosa pelas casas escavadas na pedra. Ainda existem alguns Berberes a viverem nestas famosas casas trogloditas. (não é insulto, chama-se mesmo assim)



“Luke...grrruffff…upppffff….I’m your father!”


“Calminha bicho!”




Mas que rapaz jeitoso!

A viagem acabou com a viagem de regresso a Tunis que durou cerca de 8 horas e que foi um sacrifício que nem vos passa...mas fiquei com vontade de voltar ao deserto um dia destes!

9 comentários:

Camila disse...

Tens aqui umas fotos muito giras! E obrigada pelo relato bem humorado!! Relembrei todos os momentos em que já estive nesses mesmos locais, e como tu não me canso de dizer: amei o deserto!! Pode parecer um lugar comum, mas aquilo abre-te mesmo a mente!!
E quanto à tempestade de areia em Gafsa...o meu namorado disse que em inicio de Maio foram muitas e fortes...Lá em Gafsa até chegaram a não trabalhar durante um dia. Nós cá com a neve e eles lá com a areia!!
O post tardou, mas está ...5 estrelas!

Elma disse...

E eu aqui a queixar-me do calor e da humidade... :x Já é uma sorte eu não me queixar dos camelos, que também existem fora do deserto :D (ah piada foleira!)

Gostei muito das fotos, gosto dessa imensidão que nunca mais acaba... :)

Did you find a well? :D

MM disse...

Muito obrigado pelos vossos gentis comentários :)

Elma, yes I found a well and several oasis!

Jan disse...

Opah, gostei! :D Aquele oásis é brutal!

Lilits disse...

Há gente que nasceu com o cu virado pá lua mesmo! =P

Fabuloso!! :)

Estou a morrrreeerrr de inveja!Lol!

Beijinho meu querido!

MM disse...

Olha que não minha querida :P

Isto são momentos fugazes de uma fugaz estadia por estes lados, daqui a pouco tempo a brincadeira acaba :P

rose disse...

Uou! Espectacular!

Anónimo disse...

caro amigo,

estive a dar uma olhada no teu blog, e está muito nice!

vi ai mtas fotos, que me fizeram lembrar sitios onde estive ha uns 10anitos..mas penso que te faltou ai uma foto ou duas de escorpioes..daqueles que la os "tunisiaaanos" lol, tem numas latinhas para turista tirar photooo!

o lago salgado e as suas rosas do deserto parecem que continuam brutais..e o por do sol na tunisia é tal como ai está, magnifico!quanto ao nascer dele, as tantas so acordas ao meio dia, pelo que te aconselho a levantar esse cu mais cedo, e dares uma olhada :)nca vi coisa tao rapida!

gde abraço, continua com o blog porque como disse inicialmente esta mto bom.

Jorge Taboas

Djamila disse...

Puxa!!! Tive de "roubar" as fotos do teu bloG!:) Tava a ver que íamos regressar *a "TugOlândia" e tu não em ias passar as fotoS!:P Mas "Roubei-as"..lol..agora tb tenho!;)

Bjnhs e adorei os 3 dias do deserto!!! C/ 1 ou outro percalço, mas...foram eXcelenteS!